sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Junqueiradas 3: o candidato-fantasma



 
Junqueiro, o fantasminha brincalhão


José Junqueiro não é verdadeiramente candidato em Viseu. É um candidato-fantasma. O fantasminha brincalhão...


É a conclusão possível do brilhante curriculum do ilusionista das beiras no município de Viseu. Ora sigam o celestial percurso...

No último mandato como deputado municipal, em 1994, Junqueiro chumbou por faltas. Foram seis! No ano seguinte, deu mais dois tiros à assembleia e marchou de vez para o seu retiro lisboeta, não regressando mais.

Almeida Henriques, que durante dois anos exerceu funções no Governo (e diga-se que de forma absolutamente excepcional e meritória), sem falhar uma única sessão da assembleia a que preside, pôs o dedo na ferida esta semana.
"Dos quatro anos de mandato não terá chegado a um ano que esse meu adversário esteve em funções, não respeitando aquilo que tinha sido o mandato conferido pelos viseenses", criticou.

Segundo a Lusa, Almeida Henriques não ficou por aí e "lembrou que o seu 'adversário da direita (Helder Amaral) já esteve na Assembleia Municipal' e que 'muitas vezes o via chegar tarde e sair com muita pressa'.
 
Não admira que tenha alertado os viseenses que "votar à sua esquerda ou à sua direita é, infelizmente, passar um enorme cheque em branco".

E quem avisa, amigo é!

Sem comentários:

Enviar um comentário